Imagem Lateral
home
Menu Lateral
Como Copiar um Mosaico Antigo
Seta Historia Mosaicos mosaicos

preparação do trabalho
preparação do desenho
execução do mosaico
a fixação
a fixação definitiva
a eliminação da cola
o acabamento

Topo da Pagina topo da página Preparação do Trabalho

A liga para este trabalho é o hidróxido de calcio que à diferença do óxido de calcio, é pouco corrosivo. O rejunte há, além disso, a característica de manter-se fresco e úmido por alguns dias, se devidamente coberto.

O suporte provisório é constituído por uma base composta de um material obtido misturando-se palha prensada e cimento. A sua capacidade de manter e absorver a umidade permite prolongar o tempo de utilização da liga. Esse material é encontrado em revendedores de material de construção.

Estenda o rejunte ajudando-se com uma espátula. O estrato deve ser o mais uniforme possível, com uma espessura entre 1 e 2 cm.

Topo da Pagina topo da páginaPreparação do Desenho

A técnica aqui proposta é tipicamente a de Ravenna* e se presta em modo particular a obter uma cópia fiel do desenho e da pintura original:

1- Realize em cartolina uma cópia fiel do original, colorindo com aquarela e com as mesmas dimensões do mosaico definitivo.

2- Reproduza o original com um papel de seda ou uma folha transparente. Assinale os contornos de cada peça. Você obterá deste modo a configuração completa do mosaico.

3- Gire a folha e refaça todos os contornos com um material solúvel em água.

4- Coloque então o papel de seda sobre o rejunte, fazendo coincidir o estrato convidativo com o desenho realizado com o material solúvel em água.

5- Aperte com um pincel enxuto para fazer aderir perfeitamente as duas superfícies e para eliminar as bolhas de ar.

6- Levante delicadamente o papel de seda: o desenho deverá permanecer impresso sobre o rejunte. O rejunte, por ser úmido, mantém o material desenhado e permite assim a reprodução fiel do desenho.

Topo da Pagina topo da páginaExecução do Mosaico

1- Prepare as peças: escolha materiais naturais como mármores, pedras e materiais rochosos que encontrará junto às marmorarias. As pedras naturais tem efetivamente tonalidades quentes que se adequam bem a estas composições, realizadas com uma vasta gama de tonalidades. Prepare também cores escuras para algumas zonas da composição.

2- Regra geral: inicie sempre o desenho do objeto e nunca do fundo, defina primeiro os contornos. Neste caso, primeiro defina os contornos com peças pretas.

3- Organize as pedras com base na sua tonalidade e, ao mesmo tempo, divida o desenho em zonas coloridas. É aconselhável partir das cores escuras para se chegar gradualmente às tonalidades mais claras.

4- Proceda o trabalho ajudando-se com a cartolina.

5- Se por acaso você tivesse que abandonar o trabalho por diversas horas, cubra-o cuidadosamente o painel com uma folha plastificada para evitar que o rejunte seque em contato com o ar.

6- Concluído o trabalho, controle todos os detalhes e efetue os últimos retoques, porque em seguida você não poderá mais efetuar modificações.

7- Uma vez terminada a obra deixe descoberto o painel de modo que evapore a umidade contida no rejunte. O rejunte, enxugando-se, apresentará uma superfície sempre mais rachada. As formas de pastilhas mais comumente adotadas na técnica do mosaico são quadrangulares, retangulares e triangulares.

Durante o trabalho você deverá modelar formas estranhas e irregulares, com base nas exigências da composição. Para se obter linhas curvas, por exemplo, é necessário dar uma forma de trapézio à peça e, se as paisagem são muito serradas, as pastilhas serão triangulares.

A particolaridade do método direto* sobre a liga provisória consente um bom controle das cores e do volume das pastilhas, permitindo também a obtenção de superfícies irregulares e plásticas típicas do método direto, trabalhando-se entretanto em laboratório com uma margem de tempo relativamente longa para executar a obra.

Topo da Pagina topo da páginaA Fixação

A operação consiste em colar dois estratos de tela sobre a superfície de mosaico:

1- Procure duas telas um pouco maiores do que o mosaico: a primeira será de um algodão de malhas largas, denominada comumente em Ravenna como "tarlantana". O segundo tecido, mais resistente, será uma tela de linho.

2- Apoie a primeira tela sobre um pano fino, fixando as extremidades com alfinetes. O tecido deve ser delicadamente distendido, não esticado.

3- Prepare a cola: escolha cola de origem animal (de peixe ou de coelho) solúvel em água e deixe-a derreter em banho-maria. Se preferir, prepare uma cola de farinha que é menos resitente do que a de origem animal, e que permite a execução do trabalho a frio.

4- Estenda a cola sobre a primeira tela, aplicando-a com um pincel. Não é necessário depositar uma grande quantidade de cola (faça entretanto atenção para que esta penetre completamente e permita à tela de aderir-se em todas as fissuras).

5- Proceda do mesmo modo aplicando a segunda tela, que haverá o objetivo de sustentar as pastilhas.

6- Quando a tela estiver bem seca, corte-a no tamanho do mosaico, seguindo os traços e eliminando o tecido supérfluo.

7- Inicie então a delicada e paciente fase na qual é necessário retirar o modelo do plano provisório com um instrumento similar a uma longa espátula, que chamaremos de espada. Coloque a espada entre o mosaico e o tecido prestando atenção para não danificar a composição.

8- Quando o mosaico for completamente retirado, levante-o com delicadeza. Agora a tela é o seu único suporte.

9- Vire do avesso o mosaico e limpe-o dos resíduos do rejunte ainda grudados nas pastilhas. Use um instrumento com uma ponta de ferro.

Topo da Pagina topo da páginaA Fixação Definitiva

O mosaico necessita agora de um suporte definitivo. Escolha uma liga com base no material do superte móvel definitivo e de acordo com o local que deseja instalar o mosaico.

1- A colocação: estenda um primeiro estrato de malta (um implasto de água, areia e uma liga sólida) sobre o avesso do mosaico. Procure fazer penetrar a liga em todos as intersecções. Aperte a superfície da malta ajudando-se com espátulas e empenadeiras.

A liga deve haver uma consitência cremosa: se muito sólida não consegue penetrar em todas as cavidades, se muito líquida, corre o risco de sujar o lado externo das pastilhas.

2- Insira uma rede de fibra de vidro para armar e reforçar a composição. Se o mosaico for grande use uma rede de aço ou de ferro zincado que não oxide.

3- Estenda um estrato de malta também no suporte definitivo.

4- Gire o mosaico e apoie-o sobre o suporte. A malta empregará alguns dias para se fixar completamente.

Topo da Pagina topo da páginaA Eliminação da Cola

1- Quando a malta estiver completamente fixada será o momento de tirar a tela que ainda está colada ao mosaico: molhe o tecido com água morna, dosada em pequenas quantidades. É aconselhável usar um esborifador.

2- Exercite ligeiras ações de esfregar com uma esponja. A tela, gradualmente, se distacará. Uma vez eliminada a tela, as pastilhas do mosaico não aparecem ainda com a sua completa nitidez porque ainda sobraram resíduos de cola sobre elas.

3- Continue limpando com a espátula, esborifando água quente. Se o mosaico não estiver ainda completamente limpo, com o passar do tempo as peças se deterioram. A cola efetivamente não permite a livre circulação do ar e leva à formação do mofo, que se manifesta como uma fina camada branca sobre as pastilhas.

Topo da Pagina topo da páginaO Acabamento

As bordas do modelo desta realização hipotética deverão ficar propositadamente incompletas, para dar à composição o efeito de ter sido arrancado. Para acentuar este efeito, prepare uma malta colorida que você deverá estender no espaço compreendido entre a borda do mosaico e a moldura do painel.

Estenda esse rejunte com uma consistência bastante dura com delicadeza nas zonas descobertas. Auxilie-se com uma pequena espátula para evitar de sujar as pastilhas. O espessor deverá ser parecido com aquele usado para o do mosaico. Concluída também esta operação o mosaico é pronto.

 

 

sign top
Imagem Superior Páginas
 
HostMídia: construtor de sites
HostMídia HostMídia: construtor de sites HostMídia: hospedagem de sites HostMídia: recursos VoIP HostMídia: registro de domínios HostMídia: revenda de hospedagem HostMídia: servidores dedicados HostMídia